Dados são gerados o tempo todo, de diversas fontes, em velocidade e volumes absurdos. Mas há um grande desafio: como gerenciar esse “bombardeio” de informações para que os dados estejam estruturados, a fim de auxiliar na mensuração de resultados e apoiar as tomadas de decisões. 

A análise de dados é um conjunto de práticas, ferramentas e serviços automatizados que auxiliam no entendimento da empresa, transformando números e informações em insights para direcionar decisões que possam melhorar processos e potencializar resultados.

Como ter a tão desejada certeza de saber se as mudanças e inovações feitas na empresa trouxeram o retorno esperado, ou se o tempo e dinheiro investidos em uma estratégia de vendas valeram a pena? Para trazer essas respostas, a análise de dados cai como uma luva, criando ainda relatórios detalhados para mostrar o retorno sobre o investimento (ROI) além de outras métricas relevantes.

Muitas empresas não têm uma noção básica de como mensurar seus resultados, embora todos os dias sejam passíveis de mensuração, por exemplo, saber sobre sua capacidade de atendimento, qual a média de vendas, qual é o índice de satisfação dos clientes e outros dados que impactam diretamente na produtividade e no lucro gerados. Muitos, até fazem a análise, mas focando-se basicamente no que a empresa vendeu ou deixou de vender, preocupados unicamente com o resultado (o fim) e não como chegaram a ele (o meio),  o que é uma grande perda de oportunidade de ampliar os horizontes e o potencial da empresa.

BIG DATA – parece grande coisa. E é.

Analisar negócios está diretamente associado a dois termos que você precisa conhecer melhor: inteligência de negócios (BI) e análise de big data. Inteligência de negócios ou Business Intelligence (BI) é o método de coletar, analisar e compartilhar dados estratégicos para as empresas. Utilizando as ferramentas do BI a empresa ganha vantagens como: mais agilidade na tomada de decisões, mais eficiência nas operações e melhor uso dos recursos disponíveis, tudo isso graças à rápida e eficiente visualização de análises e relatórios que oferecem um panorama das atividades da empresa, permitindo uma ação ou reação rápida economizando tempo, dinheiro e esforço. As ferramentas de BI também são úteis para detectar tendências do mercado consumidor e mudanças no seu setor de atuação.

Já a análise de big data diz respeito à infinita quantidade de dados que encontramos, sobretudo na Internet como blogs, aplicativos, redes sociais, ferramentas de CRM, relatórios financeiros, que vistos isoladamente não tem muita relevância, mas quando correlacionadas por meio da análise big data, se tornam de grande valia para gerar soluções e insights para a empresa.

As soluções de BI e a análise de Big Data são complementares Enquanto a big data atua de forma sistêmica e contínua, a business intelligence trabalha a partir de objetivos específicos. Adotar este sistema auxilia nas análises preditivas, identificando padrões para ajudar a construir possíveis cenários no futuro, contribui para a tomada de decisões ajudando a aumentar a produtividade, a reduzir custos e a direcionar melhor os investimentos e, finalmente, com o apoio dos resultados da análise, estruturar estratégias que visem alcançar os objetivos da empresa. Juntas, Big Data e BI formam uma dupla de peso para turbinar a capacidade competitiva da sua empresa!

Para quem não sabe para onde vai, qualquer caminho serve!

Ok, já sabemos da importância de se mensurar dados para chegar a resultados mais consistentes, mas será que qualquer dado serve? Será que tudo é relevante? A famosa frase “para quem não sabe onde vai, qualquer caminho serve” que o gato de Cheshire disse para uma perdida Alice no país das maravilhas, cabe também para empresas e suas métricas. É necessário estabelecer quais indicadores são, de fato, relevantes para a empresa. Para isso devem ser estabelecidosKPIs (Key Performance Indicators, ou indicadores chave de desempenho, em português), estes índices servem para medir quantitativa e qualitativamente os principais processos internos da empresa e podem ser de vários tipos: indicadores de produtividade, capacidade, qualidade, flexibilidade e estratégico.

Os KPIs são de fundamental importância por oferecerem um diagnóstico que auxilia no posicionamento da empresa no mercado, ajudando também a comparar processos, reduzindo ou mesmo extinguindo o “fator surpresa” do resultado das ações. Afinal, quando se sabe de onde partimos e para onde queremos ir, fica mais fácil não se perder pelo meio do caminho.

A transformação digital a serviço dos resultados para sua empresa. Vamos juntos?

Cada vez mais a transformação digital com a implementação de sistemas e ferramentas tem se tornado uma tendência nas empresas e até mesmo uma necessidade para a manutenção e sucesso das organizações. Para acompanhar a evolução digital e dar suporte às empresas nas análises de dados para mensuração de resultados e tomada de decisões, os sistemas Ellevo, permitem centralizar todas as informações em um único lugar e gerar relatórios analíticos. Vamos em busca de um BIG resultados juntos?